terça-feira, 3 de maio de 2011

Justiça dá prazo para Vale depositar dinheiro de quilombolas

A Justiça Federal do Pará deu ontem (2/05), o prazo de 24 horas para que mineradora Vale pague a indenização a uma comunidade quilombola, em Jambuaçu.
A empresa já havia sido obrigada a realizar o pagamento no mês de março mas alegou estar “impossibilitada” de fazer o repasse aos beneficiários.

Para o procurador da República Bruno Soares Valente, essa justificativa visa apenas atrasar o processo já que a empresa é conhecedora da ação desde o ano passado. O juiz Hugo Sinvaldo Silva da Gama Filho, da 9ª Vara da Justiça Federal, concordou com o Ministério Público Federal e determinou o depósito urgente dos valores para a comunidade.

Além das indenizações, a Vale deve implementar um projeto de geração de renda no local. O mineroduto atinge cerca de 20% do território da comunidade. Um estudo da pesquisadora Rosa Elizabeth Acevedo Marin, da Universidade Federal do Pará (UFPA) comprova inúmeras perdas no local com impactos na água e na flora. (pulsar)

Fonte :http://www.brasil.agenciapulsar.org

Um comentário:

  1. Caro amigo, nós do GD, assim, como vários outros blogs pelo Maranhão afora, estamos sob a ameaça dos corruptos de plantão, nós como os guerreiros de Icatu, estamos sob a mira da Câmara de vereadores, que só são inertes na hora de fazer o bem ao povo, mas, que na hora de querer perseguir e ameaçar estão mais atentos que nunca...Os ilustres vereadores da cidade querem nos calar, com toda sorte de ameaças possíveis, fazem tudo, menos investigar as sérias denuncias que fazemos contra a má gestão na cidade...Eita Maranhão que afunda a cada dia mais...
    Veja as ameaças: http://gd-ma.com/2011/05/04/todo-poder-emana-do-povo-e-em-seu-nome/

    ResponderExcluir