segunda-feira, 20 de abril de 2015

Resgate de presos

Novo resgate de presos é registrado no Maranhão. Depois do resgate cinematográfico de quatro presos no Centro de Detenção provisórias (CDP) em Pedrinhas, no dia 5 de maio, mais dois presos foram resgatados e oito aproveitaram a ação para fugir. No dia seguinte, cinco detentos foram resgatados da Delegacia de Turiaçu.
O novo registro foi na madrugada deste domingo (18), em Santa Helena localizada a 115 Km de São Luís.
Dois homens invadiram a delegacia e numa ação audaciosa após dominar o carcereiro serraram duas celas e resgataram os dois presos. Outros oito presos aproveitaram o buraco nas celas para fugir.
Segundo o delegado Toriel Sardinha quatro fugitivos já foram recapturados.



Resgate de presos: ADEPOL defende Roberto Larrat

Resgate de presos: ADEPOL defende Roberto Larrat

A ADEPOL MA REPUDIA acusações levianas, contra o Senhor Delegado de Polícia Civil ROBERTO MAURO SILVA, reiterando sua mais absoluta confiança na honradez, competência e profissionalismo do delegado.

DIVULGAÇÃO/CIOPS
DIVULGAÇÃO/CIOPS
AAssociação dos Delegados de Polícia Civil do Maranhão ADEPOL MA, vem a público manifestar total e irrestrito apoio, solidariedade e confiança no atual Assessor de Inteligência do Sistema Penitenciário da Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária, o Exmo. Sr. Delegado de Polícia Civil ROBERTO MAURO SILVA LARRAT, ao tempo em que ESCLARECE E DESAGRAVA as inverídicas e infundadas imputações tornadas escandalosamente públicas por suspeitas “fontes jornalísticas”, por serem atentatórias à verdade e a imagem de um profissional sério e capacitado.
Sinteticamente o que foi levianamente divulgado em blogs de grande audiência no Estado foi à afirmação que no episódio relacionado ao resgate de quatro criminosos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pedrinhas, ocorrido na madrugada do Domingo de Páscoa 05.04.2015, a ordem para que homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Maranhão se retirassem das proximidades do Complexo Penitenciário de Pedrinhas teria partido do Assessor de Inteligência do Sistema Penitenciário.
Inicialmente, é necessário fazer um esclarecimento sobre Inteligência. Esta é, sucintamente, a aptidão de sistematicamente coletar dados e informações e deles produzir conhecimento.
Na esfera administrativa, especialmente nas sensíveis e estratégicas atividades de Polícia Judiciária e penitenciárias, todo ato decisório deve ser sustentado por fatos calcados em subsídios oportunos e os mais seguros e amplos possíveis. A certeza absoluta é uma condição rara de ser obtida, sendo o mais comum que decisões venham a ser tomadas em ambientes de risco. Isto leva a que a atividade de inteligência tenha como meta a constante busca da verdade, visando obter o maior conhecimento e precisão possíveis. Esse é o trabalho do operador de inteligência, que gera os seguintes tipos de conhecimentos: Informe, Informação, Apreciação e Estimativa.
Ocorre que obtido o conhecimento, este dever ser transmitido ao destinatário, ou seja, o agente político ou operacional que possui a capacidade executiva de implementar as ações adequadas. Disso resulta que o agente de inteligência não possui capacidade decisória e nem de execução ou operacionalização das medidas cabíveis.
Sem enveredar por maiores detalhes que possam prejudicar a apuração pela Polícia Judiciária Civil do que efetivamente ocorreu no episódio em tela, a ADEPOL MA esclarece que:
I – apreciando as informações levadas ao seu conhecimento, o Assessor de Inteligência do Sistema Penitenciário, Delegado de Polícia CivilROBERTO MAURO SILVA LARRAT realizou, em tempo hábil, todas as comunicações devidas aos destinatários e agentes operacionais a quem as informações deveriam ser direcionadas;
  
II – como Assessor de Inteligência da SEJAP o Delegado de Polícia Civil ROBERTO MAURO SILVA LARRAT tem a função de prevenção de incidentes no âmbito penitenciário para assessorar o secretário e demais setores com poder de tomada de decisões, sem hierarquia, ascensão ou poder de determinação sobre qualquer deles ou sobre órgãos e setores estranhos à SEJAP, como o Batalhão de Choque ou quaisquer outras unidades da Policia Militar do Estado do Maranhão.
III – neste caso percebe-se claramente que agentes e/ou setores, com o intuito eximir-se de sua responsabilidade, utilizam-se de órgãos da mídia social como meio de disseminação de inverdades, criando um factoide com o propósito de ocultar seu imobilismo e inação.
Ressaltamos que, ao tempo em que prezamos pela liberdade de expressão e opinião como um princípio elementar da sociedade democrática, exigimos em que estas sejam exercidas com responsabilidade, profissionalismo e ética. A disseminação leviana em mídias sociais de notas que possam macular a honra e a imagem das pessoas sem a devida verificação de sua procedência ou mesmo uma consulta ao sujeito é algo temerário e digno de reprovação e, no tocante aos nossos associados, de reparação.
ADEPOL MA reitera sua mais absoluta confiança na honradez, competência e profissionalismo do Exmo. Sr. Delegado de Polícia Civil ROBERTO MAURO SILVA LARRAT, oportunidade em que REPUDIA acusações levianas, injustas e inverídicas que falsamente foram disseminadas em setores de mídia social, acrescentando que vai buscar por todos os meios jurídicos cabíveis a reparação do prejuízo causado a sua imagem e reputação.
Marconi Chaves Lima
Presidente da ADEPOL

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Polícia registra o quinto latrocínio no mês de abril em São Luís

Crime aconteceu no bairro da Vila Luizão, no sábado (11).
Homem de 55 anos foi socorrido mas não resistiu aos ferimentos.



Mais um latrocínio foi registrado na Região Metropolitana de São Luís. No sábado (11), um homem de 55 anos, identificado como José Ribamar Ferreira Silva, foi morto a tiros dentro do próprio estabelecimento comercial no bairro da Vila Luizão.

Com o registro, sobe para cinco o número de latrocínios registrados no mês de abril em São Luís e Região Metropolitana. No dia 5, no bairro do São Bernardo, Erinaldo da Silva Costa foi morto a tiros dentro da própria oficina mecânica. Segundo a polícia, vários equipamentos foram roubados do local. No dia 2 de abril, um homem de 20 anos foi morto no bairro da Cidade Operária durante uma tentativa de assalto. Horas após o crime, um comerciante de 66 anos foi assassinado dentro de sua loja, no bairro do Coroadinho.
Segundo a polícia, dois jovens entraram no comércio e anunciaram o assalto. A suspeita é que a vítima tenha reagido. A dupla fugiu levando dinheiro do caixa, mas a quantia não foi divulgada.
No dia 1ª, um rapaz de 26 anos, identificado como Rafael Serra Santos, foi morto com um tiro no rosto na Rua Rio Branco, Centro de São Luís. Testemunhas afirmam que ele reagiu a um assalto.
Outras ocorrências
Dados da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão mostram que, somente neste fim de semana, foram registradas cinco mortes violentas em São Luís. Na sexta-feira (10), no bairro Santa Bárbara, em São Luís, Ely Alves Fonseca, de 21 anos, foi morta a tiros. Também na sexta, no bairro Paraíso das Rosas, em Paço do Lumiar, Márcio Alencar Sousa Laune, de 26 anos, foi vítima de arma de fogo.
Na madrugada de sábado, a primeira morte foi registrada durante uma operação da Polícia Civil, no Tibiri. Policiais trocaram tiros com um grupo que era suspeito de planejar um assalto a uma distribuidora de alimentos e bebidas na BR-135. Um dos assaltantes morreu. 

Na Maiobinha, em São José de Ribamar, Rogério Almeida Sousa, de 21 anos, foi morto a facadas após uma discussão. O último registro foi no bairro da Cidade Operária, no domingo (12) , onde Jaquele Silva, de 35 anos, foi morta com uma facada. O principal suspeito de cometer o crime é o esposo da vítima.
http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/04/policia-registra-quinto-latrocinio-no-mes-de-abril-em-sao-luis.html?noAudience=tru

Autor de disparos em via púbica continuará preso

O desembargador José Luís Almeida foi o relator do processo (Foto: Ribamar Pinheiro)
O desembargador José Luís Almeida foi o relator do processo (Foto: Ribamar Pinheiro)

Autor de disparos em via púbica continuará preso

13
ABR
2015

10:32
A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJMA) manteve a prisão preventiva de um homem que foi preso em flagrante por fazer disparos em via pública, em São Luís, conforme sentença doJuízo de Direito do Plantão Criminal da Capital.
Em pedido de habeas corpus interposto junto ao TJMA, o réu alegou ser idoso e ter realizado os disparos em legítima defesa, diante de tentativa de assalto, e em direção que não oferecesse perigo. Afirmou ainda que sua liberação não provocaria perigo algum à ordem pública.
Os argumentos não convenceram o relator do processo, desembargor José Luís Almeida, que destacou não conter essas informações nos autos, nem mesmo prova de sua condição de pessoa idosa. Além do que o habeas corpus não é a via correta para tais alegações.
O desembargador destacou que o acusado é reincidente em um processo que trâmita na 1ª Vara Criminal da Capital pela mesma prática delituosa, tipificada no artigo 129, parágrafo 1º, do Código Penal e artigo 15, da Lei nº. 10.826/2003, inclusive envolvendo disparos de arma de fogo em via pública.
De acordo com o magistrado, a prisão preventiva é necessária e adequada ao resguardo da ordem pública, devendo ser mantida (Processo nº. 7278/2015).

Manoel Ramos
Assessoria de Comunicação do TJMA
(98) 3198.4370
Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.
aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2

sábado, 11 de abril de 2015

Fachin é o nome de Dilma para STF

Depois de mais de 250 dias de aberta a vaga no Supremo Tribunal Federal e quase dez nomes circulando no meio jurídico, a presidente Dilma Rousseff definiu o perfil do substituto de Joaquim Barbosa na Corte: um jurista, com currículo sólido e que esteja fora do embate partidário. 

Na opinião dela, quem se encaixa nesse perfil é Luís Edson Fachin, que já foi cotado para vaga anterior em que o escolhido foi Luis Roberto Barroso. Fachin tem a simpatia de um grande número de ministros do STF.

Para viabilizar a indicação, no entanto, a presidente terá de recompor sua base parlamentar, tarefa entregue ao vice-presidente, Michel Temer.

Dilma havia sido informada que senadores do PMDB, liderados por Renan Calheiros, não aceitariam nome que tivesse qualquer identidade com partido ou com o governo. Isso eliminou as chances de José Eduardo Cardozo e Luis Inácio Adams, ministros de Dilma. 

Mais adiante, o nome de Fachin também foi incluído nessa lista sob o argumento de que ele tem ligações com o PT e com o movimento dos sem-terra. O governo, no entanto, nega essa ligação e busca como resposta o fato de ele ter o apoio de dois senadores do Paraná que não são petistas: Roberto Requião (PMDB) e o tucano Álvaro Dias.

Para o grupo de Renan, o melhor nome para o STF a esta altura seria alguém que já passou por sabatina no Senado, caso dos ministros do STJ. Nessa hipótese, despontam nomes como Luis Salomão, Mauro Campbel e Benedito Gonçalves.

"Se a presidente quiser bancar o nome, pode até ser aprovado", disse um aliado de Renan no Senado, demonstrando que a indicação teria custo político alto.
   
A decisão da presidente deve ser tomada na semana que vem.

domingo, 5 de abril de 2015

GRUPOS ARMADOS INVADEM CDP RESGATAM PRESOS E SAEM ATIRANDO NA POLÍCIA

Por volta das 4h10min deste domingo, 5 de março, bandidos fortemente armados iniciaram uma ação cinematográfica no Complexo Penitenciário de Pedrinhas em São Luís. Eles buscavam resgatar presos do local e contaram com uma GM/S10 e um FIAT/ Pálio para realizar a ação. Um dos veículos transportava uma escada, utilizada para escalar o muro dos fundos do presídio. Depois de efetuarem uma intensa descarga de disparos de fuzil e outros armamentos contra as guaritas de vigilância, eles teriam conseguido resgatar três presos, que seriam de uma facção criminosa e outras informações dão conta de que quatro presos teriam sido resgatados.
FUGA E DISPAROS CONTRA PRFs
Ao deixarem o presídio os criminosos dispararam tiros de fuzil contra dois PRFs que se encontravam entre o posto de fiscalização e a pista de rolamento. Um dos disparos atingiu a parede do posto e resvalou atingindo o pé de um dos policiais, que não se feriu gravemente graças à proteção da bota. Um outro PRF, que se encontrava do outro lado da pista, também foi alvo das balas. Ele não se intimidou, trocou tiros com os bandidos e, provavelmente, conseguiu atingir um dos pneus da S10, que foi abandonada no Campo de Perizes. As marcas dos disparos ficaram nas paredes do posto da PRF, no hotel de trânsito do SINPRF e em uma viatura, que estava parada no posto. Em seguida os PRFs saíram em perseguição aos veículos. No caminho encontraram a S10 abandonada. Em Bacabeira os bandidos ainda tomaram de assalto uma L200. E em seguida a abandonam, juntamente com o Pálio no município de Morros, na região do Munim, e tomaram rumo ignorado. Várias viaturas da PRF, PM e PC estão realizando buscas na tentativa de localizar e prender os criminosos. No ano passado bandidos usaram uma caçamba para derrubar o murro do Centro de Detenção provisória, (CDP) e resgataram naquela oportunidades mais de 100 presos.
AvvIaftJW0uz1WfWiUCNoKfGm0ZdpUon6RK3MnvCAuhpAvwkl0VUkIfkdoRpsEUhVFSO8x2S0nC_Aqi4gzxBEciBAtCTpcz8s3RTbxMLiW28SKbvW1Sl5uqrLSf99YWYSOPnAuqCGoCy0LUxqEWdI-p1E0lhAdWOiz4dXupHfsqUSYrTAuqCGoCy0LUxqEWdI-p1E0lhAdWOiz4dXupHfsqUSYrT

sábado, 4 de abril de 2015

O desafio como um estímulo

Certo rabino era adorado por sua comunidade. Todos ficavam encantados com o que dizia.
Menos Isaac, que não perdia uma chance de contradizer as interpretações do rabino, apontar falhas em seus ensinamentos. Os outros ficavam revoltados com Isaac, mas não podiam fazer nada.
Um dia, Isaac morreu. Durante o enterro, a comunidade notou que o rabino estava profundamente triste.
Por que tanta tristeza? - comentou alguém.
Isaac vivia colocando defeito em tudoque o senhor dizia!
- Não lamento o meu amigo que hoje está no céu - respondeu o rabino. Lamento a mim mesmo.
Enquanto todos me reverenciavam, ele me desafiava, e eu era obrigado a melhorar. Agora que ele se foi, tenho medo de parar de crescer.


http://g1.globo.com/pop-arte/blog/paulo-coelho/1.html